Nova pesquisa diz que os ovos não aumentam o risco de derrame

0

Novos estudos sobre os ovos estão sempre surgindo, principalmente para examinar a segurança desse alimento. Dessa vez a notícia é boa: os ovos e o colesterol dietético não aumentam o risco de derrame. O relatório, que foi publicado no American Journal of Clinical Nutrition, analisou os hábitos de saúde de 1.950 homens finlandeses, com idade entre 42 e 60 anos. 

 

Sendo assim, o estudo foi capaz de descobrir que os homens que comiam menos de dois ovos por semana não apresentavam maior risco de derrame em comparação com aqueles que comiam mais de seis. O mesmo aconteceu com o colesterol dietético também. 

 

Para se ter uma ideia, os homens que consumiram 333 miligramas de colesterol por dia não viram diferença em relação ao risco de derrame do que aqueles que ingeriram mais de 470 miligramas diariamente. 

 

Mas, o que o colesterol dietético tem a ver com os ovos? É simples: um ovo grande, em média, possui 185 miligramas de colesterol, de acordo com o National Nutrient Database do USDA. Portanto, a ligação que a pesquisa fez entre ambos foi realmente muito importante para comprovar os resultados. 

 

Saiba mais: Como curar diabetes tipo 2 naturalmente com remédios caseiros

 

Tendo tudo isso em vista, foi comprovado mais uma vez que o ovo não é um alimento perigoso para a saúde, muito pelo contrário. Na maioria das vezes, os benefícios que esse alimento traz são muito maiores do que qualquer problema. Todavia, é claro que para isso é necessário saber como escolher os melhores ovos. Então continue acompanhando para saber. 

Como escolher ovos saudáveis

Para quem não sabe, os ovos são excelentes para a saúde como um todo, conforme já foi mencionado. Esse alimento é rico em vitamina D, proteína, ômega 3, entre muitas outras coisas que são importantes para o organismo. Contudo, apesar de tudo isso, de onde vem o ovo e a forma como você cozinha ele importa sim. Levando isso em consideração, veja a seguir qual a melhor maneira de escolher seus ovos. 

 

Opte por ovos de pasto: geralmente, os ovos de pasto vêm de frangos que são mais felizes, já que eles passam suas vidas fora na natureza, e não em minúsculas gaiolas lotadas. Por mais que não pareça, o bem estar do animal é algo muito importante. Além disso, os ovos de pasto também são mais nutritivos e possuem altos níveis de vitamina A, E e ômega 3.

 

Confira também: https://blog.ligadasaude.com.br/como-curar-diabetes-tipo-2/

 

Já em relação ao cozimento, o mais indicado é um tempo curto. Quando for cozinhar o seu ovo, não deixe a gema de fora, certo? Afinal de contas, é nela que estão a maioria dos nutrientes do alimento. Outra dica importante é manter a gema macia na hora de cozinhar, para evitar ao máximo que a gordura se oxide e, por consequência, fique danificada. 

 

Portanto, depois de entender mais a respeito dessa pesquisa que mostra que consumir ovos não aumenta o risco de derrame, não deixe de inserir esse alimento tão importante em sua dieta. Além disso, lembre-se de optar sempre que possível por ovos de pasto e tomar cuidado no momento de cozinhar, certo? Essas duas coisas são fundamentais para a qualidade do ovo. 

 

Veja também: 20 Dicas de ovos para ajudar a perder peso

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.