no

Quais os benefícios das oleaginosas?

Você sabe quais os benefícios das oleaginosas na sua alimentação? Mais do que isso: você sabe o que são oleaginosas? Se não, então é hora de aprender para poder montar um cardápio semanal que seja bom para a sua saúde e, acima de tudo, muito gostoso. Afinal, é importante que a sua rotina alimentar seja saudável, mas também seja gostosa, de modo a tornar mais fácil e prazeroso comer bem.

As oleaginosas são uma opção muito interessante para adicionar na sua dieta por uma série de motivos. Para começar, o Brasil é um país onde é relativamente fácil de encontrá-las. Ainda que com um preço um pouco acima do padrão, você não terá dificuldades para encontrá-las no supermercado, então isso é um fator positivo para adicioná-las na sua rotina alimentar.

Quer saber quais os benefícios da oleaginosa? Então siga a leitura do artigo abaixo!

O que são oleaginosas?

Oleaginosas são sementes e outros vegetais ricos em gordura e óleo, que geralmente são extraídos para fazer outros componentes como sabonetes, produtos de beleza, óleos essenciais terapêuticos ou remédios. As oleaginosas também são muito comuns no cardápio, principalmente as castanhas, nozes e amendoins, apreciadas no mundo todo.

Quais os benefícios das oleaginosas? Veja x abaixo!

1. Fazem bem para a saúde

No Brasil as frutas oleaginosas mais conhecidas são a castanha-do-pará, castanha de caju, amêndoa e amendoim. Elas são ricas em nutrientes importantes para o organismo, como vitamina E, zinco e magnésio. As castanhas também são ótimas companheiras dos vegetarianos e veganos, pois, comendo uma grande quantidade, a proteína contida nela pode substituir facilmente a carne no cardápio.

2. Ajudam a emagrecer

A gordura presente nas oleaginosas é o que chamamos de ‘gordura boa’, que não se estagna no corpo, portanto não engorda. As castanhas também contêm muitas fibras, que trazem a sensação de saciedade e controlam o apetite, além de serem muito saborosas, o que as torna uma alternativa aos doces, sem sofrimento.

Atualmente, a obesidade atinge um em cada quatro adultos no Brasil. Apesar de ser um número menor do que em outros países, com destaque para os EUA, ainda é um número bem alto. Na prática, isso contribui para a morte precoce de muitos brasileiros.

3. Funcionam como anti-inflamatório

Por serem ricas em ômega 3, um anti-inflamatório natural, as castanhas, quando consumidas regularmente, podem trazer benefícios de imunidade e combate a doenças inflamatórias. Oleaginosas como amêndoas e nozes são usadas até no combate à diabetes!

Lembre-se que, para que elas possam funcionar em uma dieta anti-inflamatória, é necessário consumi-las regularmente, pois alimentos funcionais, diferente de remédios, levam um tempo para integrarem-se ao metabolismo.

No entanto, essas são boas notícias para pessoas que sofrem com doenças crônicas ligadas à inflamação de parte do corpo. Pessoas com endometriose ou fibromialgia, por exemplo, poderão se beneficiar bastante de uma rotina alimentar com oleaginosas.

4. Nutrem os cabelos e a pele

O óleo extraído das frutas oleaginosas é comumente usado para cosméticos e produtos de tratamento capilar. Sendo o óleo de babaçu e o óleo de coco os mais frequentes, estão presentes em xampu, creme de hidratação e sabonete. Se você tem interesse em entrar em um cronograma capilar, busque experimentar estes óleos in natura, pois em alta concentração oferecem muito mais nutrientes e você notará a diferença rapidamente.

Vale lembrar que, por enquanto, a Medicina ainda não foi capaz de gerar uma cura para a calvície, embora estejamos bem próximos disso. Enquanto a cura oficial não vem, vale a pena investir na alimentação com oleaginosas para poder tornar seus cabelos mais ricos e bem nutridos, o que reduz as possibilidades de calvície.

5. Relaxam os músculos

O óleo extraído do gergelim e de outras sementes pode ser usado em massoterapia, devido suas propriedades que ajudam a desinflamar músculos tensionados. Consumir as sementes contribui com a lubrificação das juntas e previne dores musculares, além de regularem os hormônios e agirem como calmantes, o que impede o corpo de se tensionar com facilidade.

Novamente, isso é muito positivo para pessoas que têm doenças crônicas que causam dores significativas nos músculos do corpo. Estamos falando de pessoas com endometriose, fibromialgia e outras doenças parecidas. Nesse caso, vale a pena considerar se a melhor forma de ingerir essas oleaginosas é pela alimentação mesmo ou pela produção de remédios naturais ou suplementos específicos para esse tipo de situação.

Agora que você já viu quais os benefícios das oleaginosas na sua saúde e alimentação, já pode começar a pensar em como utilizá-las na sua rotina alimentar. Caso você nunca tenha comido uma delas, pode ser difícil começar a adicioná-las no seu prato. No entanto, para ajudar, existem muitas receitas simples que você pode fazer em casa com baixa quantidade desses alimentos. Aos poucos, você pode ir vendo qual dos gostos você prefere e ir adicionando mais ou menos na sua vida.

E aí, gostou do conteúdo? Deixe um comentário com uma receita usando uma das oleaginosas mencionadas!

Como manter o ambiente de trabalho saudável

5 dicas de moda plus size para homens no verão